Cidade

Roteiro de bike: Itaim-Bibi e Vila Olímpia

Uma dica de como passar o dia no bairro de bike e comendo muito bem
Letícia Genesini
04 de fevereiro de 2019

Os bairros do Itaim-Bibi e Vila Olímpia, com parques acessíveis, ciclovias e muitos restaurantes que prezam por um menu sazonal e orgânico virou um dos pontos da cidade em que a vida saudável ganha ainda mais estilo.

Um sábado no bairro começa muito bem com uma pedalada na ciclovia da marginal pinheiros, em que atletas amadores e até profissionais dividem a pista. Mesmo para quem não tem uma bike em casa, o programa não é desculpa. Fora os serviços de bike compartilhada que têm o Itaim e a Vila Olímpia como bairros principais de atuação, situado bem próximo à ciclovia o Shopping JK Iguatemi tem o serviço JK Bike em que você pode alugar bicicletas por até R$25.

Eles também tem a opção PIC NIC, um pacote por R$45 que conta com o aluguel de duas bikes mais uma cesta contendo uma toalha, dois lanches, dois sucos, dois bolos e duas barrinhas de cereal.  O cenário ideal para montar esse PIC NIC seria no Parque do Povo, bem ao lado do shopping e com uma ponte exclusiva de bike para a ciclovia da marginal.

Brunch na Enoteca Saint Vinsaint. Tostada de de trigo antigo, cogumelos agroecológicos e espinafres da horta, ovo caipira.

Para recuperar as energias recomendamos o brunch de sábado da Enoteca Saint Vinsaint. Localizado na R Atílio Innocenti, 811, o restaurante tem um menu sazonal, com insumos 100% de pequeno produtor, local, de produção agroecológica e orgânica. A Enoteca, como diz o nome, possui uma extensa seleção de vinhos, sendo todos B.O.N.S. (biodinâmicos, orgânicos, naturais e/ou sem sulfito), inclusive os do cardápio do brunch, que é servido das 11h às 16h todo sábado.

De lá vale à pena continuar na bike, e seguir pela ciclovia da Faria Lima até às bordas do bairro onde encontramos o Museu da Casa Brasileira. Além das exposições maravilhosas que sempre estão em cartaz, o museu recebe frequentemente feiras de produtos artesanais.

Torta de amoras orgânicas com chocolate da Marília Zylbersztejn

Na volta para o bairro sugerimos um pit stop para o café. Uma ótima opção é o Um Coffee Co (R. Iaiá, 62; seg-sex 8h-18h, sáb 10h-16h), que serve cafés especiais de produção própria (inclusive um dos nossos cold brews favoritos), além de quitutes de parceiros. Se a fome for maior do que um cafezinho, sugerimos a Marília Zylberstejn (R. Dr. Renato Paes de Barros, 433; seg-sab 10h-19h). A doceria que ganha ano após ano como a melhor de São Paulo, possui uma seleção de tortas impecáveis, com sabor equilibrado, sem exagerar a mão no açúcar, e prezando pro ingredientes locais e sazonais. Lá não deixe de comer o pão de queijo feito pela A Baianeira, definitivamente o melhor de São Paulo.

Se você ainda estiver com a JK Bike, na volta, faça um pit stop no Eataly (Av. Pres. Juscelino Kubitschek, 148; dom-qui 8h-23h, sex-sab, 8h-24h). Lá é o paraíso de quem ama comida, com destaque para a feire de orgânicos, e vale inclusive à pena ficar para o jantar.

leia mais sobre itaim bibivila olímpia