Amigos do Sao Paulo Saudavel
09 de fevereiro de 2017

Em agosto de 2016 uma amiga Chef de Cozinha e uma nutricionista me convidaram para ir ao Retiro do Chef e Pesquisador de Nutrição Flavio Passos. Naquele momento a única coisa que conhecia a respeito dele era: meio episódio do seu programa no canal Sony Brasil e só. Confiei em minhas amigas e me inscrevi para o Retiro na Mantiqueira que ocorreu em novembro de 2016.

Os meses passaram e chegou o Retiro. Não vou negar que fui sem muitas expectativas — afinal já tenho bastante contato com profissionais de nutrição e Chefs de cozinha no último ano, devido ao meu projeto #VcTemFomeDeQue..A minha ideia era descansar de um ano intenso nesses três dias que teria fora de São Paulo, longe do trabalho e longe da minha família.

Ao chegar ao resort onde ocorreria o retiro, já percebi que uma palavra iria inundar minha mente naqueles próximos dias: Paz! Sabe quando você está totalmente em contato com a natureza, a beleza da paisagem e o silêncio? Se fosse só por estes três itens, já teria valido a pena!

Logo após o almoço o primeiro contato com Flavio Passos, um mineiro tímido, que foi chegando próximo ao grupo de quase 70 pessoas (soube que este foi o maior grupo até então de seus retiros). Logo nos sentamos em um auditório. Todos estavam ansiosos e barulhentos e Flavio sugeriu uma pequena meditação para começar… O barulho e a ansiedade deram espaço ao silêncio e a calma — calma que este mineiro passa pelo tom e cadência da voz.

Ele se apresentou, contou sua historia e pediu que todos abrissem sua mente para as informações que ele passaria a partir daquele momento! Sugeriu que quem quisesse entregasse seus celulares durante aqueles três dias para entender o que é realmente se desconectar (não entreguei o meu, pois meu filho de dois anos estava com a babá e meus pais naqueles dias… tive medo de não estar disponível… coisa de mãe…). E assim começou um dos maiores aprendizados sobre estilo de vida e saúde que eu já tinha entrado em contato até aquele momento.

Flavio falou sobre nutrientes, macronutrientes, qualidade da água, qualidade de sono, impulso alimentar, qualidade de nosso solo, saúde intestinal, bactérias, absorção de vitamina D, qualidade dos alimentos, meios de cocção, meditação, atenção plena, tecnologia para facilitar nosso dia a dia… E a cada assunto que entrava, milhões de questões surgiam e ele pacientemente respondia a todos. Começamos às 15hs e só paramos às 21hs — senão perderíamos o jantar do resort. Aliás, o cardápio? Só comida de verdade, orgânica e deliciosa!

Na manhã seguinte, o primeiro impacto para muitos ali: não haveria café da manhã. Era para começar um dia abrindo a mente e o corpo para novas experiências: acordar cedo, fazer uma hidratação matinal (que tinha como base água morna, limão, sal rosa do Himalaia, greenforce e Lótus de Coco). Neste momento me dei conta como era um mundo novo para muitas pessoas ali. O medo de passar mal… o rigor da alimentação baseada no relógio e não em suas necessidades fisiológicas.

Depois partimos para o heliporto do resort (um lugar incrível) e fizemos uma meditação guiada pela educadora física e professora do método Gaia Ligia Barone. A seguir tiramos nossos sapatos e nos exercitamos e caminhamos por 30 min descalços, totalmente em contato com a natureza e em silêncio, para que pudéssemos estar conectados ao que estávamos vivenciando!

Só então voltamos para o café da manhã: um bulletproof Coffee (café, óleo de coco e manteiga). Trocar o café da manhã por uma bebida energética. Muitos estranharam… Mas todos aceitaram! E ninguém sentiu fome depois (fiz uma enquete com algumas pessoas.

Passamos por mais algumas horas de transmissão de conhecimento de Flavio Passos. Eram tantas informações que passei a anotar — um conhecimento valioso, sobre meditação, ayurvética, superfoods. Almoçamos e tivemos o final de tarde livre. Eu optei por uma massagem relaxante e iniciar o livro sobre Mindfulness — não poderia ter escolhido melhor.

No terceiro e ultimo dia, começamos o dia com uma hidratação matinal, exercícios dirigidos e pela querida Ligia Barone e tivemos a presença da linda Verônica Motta, educadora física e especialista em Abdominal Hipopressivo que nos deu uma aula sobre esta técnica que melhora a diástase feminina, massageia os órgãos internos, principalmente o intestino, prevenção de lombalgias. Para encurtar a historia, gostei tanto e não parei mais de fazer meus cinco minutos diários de abdominais hipoprensivos desde então. Minha diástase após gestação foi embora e meu funcionamento intestinal melhorou muito!

Após o “café da manhã” deste dia tivemos nosso ultimo encontro com Flavio Passos em uma aula show de como preparar vegetais mais saborosos e refeições líquidas para dias de maior correria, sem perder nutrientes e macronutrientes. Uma aula completa sobre vegetais, meios de coação… Incrível!

Nessa jornada passei a refletir sobre como o meu dia a dia estava insano e precisava parar um pouco, ter mais atenção no momento presente. Guardei como nota para reavaliar minha agenda ao retornar a SP. Voltei com a alma mais leve após estes três dias de aprendizados e muita informação para ser usada para vida (e a certeza que este ano irei participar novamente)!

 

Por Vanessa Tomasini
Psicologa Clinica apaixonada por comida de verdade. Idealizadora e Criadora do Projeto #VcTemFomeDeQue

Facebook: /TomasiniVanessa
Instagram: @Tomasini_Vanessa
Youtube: Vanessa Tomasini

 

Para saber dos nossos locais favoritos na serra da mantiqueira, confira o artigo que fizemos!